A actualidade noticiosa

Consulta as principais notícias do Ensino Superior

24 de Fevereiro de 2020.

Cabos submarinos, sismos e tsunamis

Grupo de trabalho entregou ao Governo recomendações para a substituição dos cabos de comunicações submarinos entre Portugal continental, os Açores e a Madeira. O projecto prevê que a infra-estrutura tenha a capacidade de detectar sismos e tsunamis. Mais de 500 anos depois dos Descobrimentos, Portugal volta a ter “um papel pioneiro e de liderança no Atlântico” – q​uem o diz é Yasser Omar, do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa e investigador do Instituto de Telecomunicações (IT), que faz parte do projecto de investigação para o lançamento de novos cabos de comunicações submarinos entre Portugal continental, Açores e Madeira. Mas há uma novidade: além das telecomunicações, os novos cabos permitirão a investigação científica. É sabido que o anel Continente-Açores-Madeira […]
23 de Fevereiro de 2020.

Warsaw stands still for a minute.

The story of the city that stands still for a minute every year. Every year, on August 1st at 5 pm the streets of Warsaw come to a standstill. A siren sounds out across the Polish city to commemorate the anniversary of the Warsaw Uprising of 1944, which saw the Polish Home Army attempt to liberate the city. Following the uprising, Hitler declared that Warsaw should be reduced to rubble. So, every August 1st, the people of the city standstill, and remember. Warsaw Uprising Monument (Polish: Pomnik Powstania Warszawskiego) is a monument in Warsaw, Poland, dedicated to the Warsaw Uprising of 1944. Unveiled in 1989, it was sculpted by Wincenty Kućma and the architect was Jacek Budyn. It is located […]
21 de Fevereiro de 2020.

Voluntariado – Viver de Afectos

A Associação de Desenvolvimento Comunitário – Câmara de Lobos Viva, está a recrutar voluntários para o seu projecto Viver de Afectos. O Viver de Afectos tem como principal intuito colmatar o isolamento social da população idosa, que habita só ou apenas com o cônjuge nas freguesias do Estreito de Câmara de Lobos e do Jardim da Serra. Semanalmente, serão realizadas visitas domiciliárias por uma equipa técnica, onde serão integrados voluntários. Ao participares neste projecto não só terás impacto na vida social de idosos como, também, irás estabelecer uma relação de proximidade, de afecto e reciprocidade, oferecendo um sorriso e palavras de conforto, acrescentando alegria dia-a-dia dessas pessoas. Se te tornares voluntário, poderá optar por integrar uma das seguintes modalidades: – Voluntariado […]
21 de Fevereiro de 2020.

QUERBEAT – My city’s beat 

November, November I can feel you, I can hear you In my home country, November is quite a special month. Or rather say in my hometown, which is Cologne.  At the beginning of November, a special feeling moves the city. On the 11th of November…why would it be special regarding all those other days?  Suddenly when the clock is turning 11:11 a.m. the city seethes. „Am 11.11. um 11:11h…“ as I would say in German, the „carnival“ season begins. For the older ones that means that the season of carnivalistic sessions begins, but especially for the younger generation, it means celebrating, dressing up, dancing and just enjoying to be alive and having a good time.  And all those activities are […]
20 de Fevereiro de 2020.

20 de Fevereiro, 10 anos depois

Dez anos volvidos desde as grandes cheias que mataram 51 pessoas e desalojaram 600 na Madeira, ainda há cinco corpos por descobrir, cinco famílias por realojar, feridos à espera de cirurgia e máquinas a trabalhar nas ribeiras Todos os madeirenses sabem onde estavam naquele sábado. As cheias de 20 de fevereiro de 2010, que varreram a costa sul, são um marco da ilha, uma cicatriz profunda, deixada pelos 51 mortos, 600 desalojados e mil milhões de euros de prejuízos. Foi uma das maiores tragédias deste século, superada apenas pelos incêndios de 2017. Uma década volvida, cinco famílias continuam à espera de realojamento definitivo, tantas quantas as que nunca puderam enterrar os que lhes desapareceram. Dentro das ribeiras ainda há máquinas […]
19 de Fevereiro de 2020.

Magnús Þór Jónsson

Megas – The father of Icelandic rock ‘n’ roll Magnús Þór Jónsson – better known by his stage name Megas – is one of the best-known and longest-standing Icelandic musicians. Megas was born in Reykjavík on 7. April 1945, which makes him almost the same age as the Icelandic republic (founded in 1944). The mononym Megas was adopted by Magnús while he was a student writing his first short stories for the national newspaper. Elvis Presley was an early influence of Megas’, but his musical style and lyricism also took cues from the folk music of Bob Dylan. Megas’ work was highly original in that he satirized Iceland’s medieval sagas, for centuries considered the crowning jewel of Icelandic literary culture. Icelandic […]
18 de Fevereiro de 2020.

Universitários, nudes e riscos

Estudo da Universidade do Porto indica que mais de metade das pessoas que enviaram nudes não tiveram a “percepção do risco que estavam a correr”. Um estudo sobre violência sexual online no ensino superior em Portugal concluiu que mais de metade dos estudantes que enviaram nude selfies não tinha percepção dos riscos incorridos e 5% tiveram as suas fotografias reencaminhadas para terceiros. Um estudo exploratório realizado a 525 estudantes de todo o país do ensino superior intitulado Abuso sexual baseado em imagens, e defendido recentemente na Universidade do Porto, revela que mais de metade das pessoas (52,22%) que enviaram nudes (imagens fotográficas e ou vídeos de cariz sexual) pela Internet ou telemóvel dizem que não tiveram a “percepção do risco […]
17 de Fevereiro de 2020.

Josef Gabriel Rheinberger

A musical genius from Liechtenstein Josef Gabriel Rheinberger was an organist and composer from Liechtenstein. He was born on the 17th of March in Vaduz, Liechtenstein  Josef Gabriel Rheinberger, whose father was the treasurer for Aloys II, Prince of Liechtenstein, showed exceptional musical talent at an early age. When only seven years old, he was already serving as organist of the Vaduz parish church, and his first composition was performed the following year. Rheinberger married his former pupil, the poet and socialite Franziska “Fanny” von Hoffnaass (eight years his senior) in 1867. The couple remained childless, but the marriage was happy. In 1877 he was appointed court conductor, responsible for the music in the royal chapel. He was also later […]
16 de Fevereiro de 2020.

Arrokoth, o objecto mais longínquo

O Arrokoth (como agora se chama) é vermelho, frio e formou-se há 4000 milhões de anos. Afinal, o que é que sabemos sobre o objecto mais longínquo que já visitámos? Três artigos científicos publicados esta semana na revista Science trazem-nos mais novidades. Sabemos agora que não se formou violentamente, que tem 4000 milhões de anos e é totalmente vermelho e frio. A partir de Novembro, o nome do objecto mais longínquo que visitámos até agora – o 2014 MU69 – passou a ser Arrokoth, que significa “céu” na língua indígena norte-americana do povo powhatan. Até então, era conhecido pela alcunha de Ultima Thule, expressão em latim que significa um “lugar além do mundo conhecido”. A mudança aconteceu porque Ultima Thule […]
15 de Fevereiro de 2020.

Bilderbuch

Because Bilderbuch has the perfect amount of craziness and talent they deserve to be my number one of Austria. A lot of Austrian artists tend to be a little bit “crazy” or seem to be “different” to the norm, e.g. “Falco”, “Young Hurn”, “Seiler und Speer”, “Conchita Wurst” and many, many more… In fact, there are probably more “weird” than normal, successful artists in our country. “Bilderbuch” originally was established in 2005, when the four members were approximately 14 and 15 years old –  but more or less became fully internationally known in 2017 with their major hit “Bungalow”. It also was at that time, that one of their other songs, “Maschin”, became really famous as well, although having had […]
14 de Fevereiro de 2020.

Apresentação de VIAGENS

Apresentação da obra VIAGENS – N.º 6 da colecção Ilustres (Des)conhecidos. 20 de Fevereiro, pelas 18:00. A obra encontra-se à venda na Gaudeamus, na Fnac, na Wook, na Bertrand (online e lojas) e noutros livreiros nacionais e regionais. A obra será apresentada por Miguel Silva Gouveia, presidente da Câmara Municipal do Funchal, no Teatro Municipal de Baltazar Dias, a casa que aclamou João dos Reis Gomes como dramaturgo e actor, nas celebrações do V Centenário do Descobrimento da Madeira, há cerca de 100 anos. Na mesma ocasião, haverá a conferência MADEIRA, UM DIAMANTE EM BRUTO proferida por Sérgio Gonçalves, gestor e antigo Vice-Presidente da AP-Madeira. A sessão será no dia 20 de Fevereiro, pelas 18:00. Sobre a colecção Ilustres (Des)conhecidos […]
25 de Novembro de 2019.

Mais um Ilustre (Des)conhecido

A Mão de Sangue, de João Augusto de Ornelas, é o número 5 da colecção Ilustres (Des)conhecidos. Eu já disse que este livro tem as bellezas do entrecho sobre-excedidas pela opulencia da linguagem. O sr. João Augusto d’Ornellas é já muito conhecido e considerado entre os bons escriptores portuguezes. Os seus romances anteriores davão a prever os realces e melhorias que admiro n’A MÃO DE SANGUE. Camilo Castelo Branco, 1874, p. XIII O verdadeiro reconhecimento público e a boa receção literária foram devidas ao modo como a vida pessoal de sofrimento e a profissão de jornalista lhe deram motivos e forças para, pela publicação de folhetins e romances, deixar um excelente espólio literário para a literatura romântica madeirense do século […]
14 de Junho de 2019.

Uma Família Madeirense

A apresentação teve lugar no dia 22/6, na Quinta Splendida, tendo sido seguida de uma visita guiada.  Uma Família Madeirense, de João França, é o número 4 da colecção Ilustres (Des)conhecidos. A obra encontra-se à venda na Gaudeamus, na Wook, na Bertrand e noutros livreiros nacionais. “Com entrecho situado no Caniço, precisamente a leste da cidade, e um título óbvio, este livro de João França escolhe mais uma vez a Ilha da Madeira, sua terra de origem, referindo o envolvimento paisagístico com nítida intenção de revelar a beleza bucólica do seu meio ambiente em simultâneo com a preocupação pela realidade histórica e a índole social duma época.” Irene Lucília Andrade, p. 26 Continuando a trabalhar no sentido de divulgar trabalhos de […]
20 de Março de 2019.

Apresentação da obra!

Disponível na Wook, na Bertrand (em qualquer livraria do grupo), na Fnac, na Gaudeamus e noutras livrarias do país. “Quando eu cresci e li o livro do meu pai, fiquei encantada com a história de Luís da Cunha e sua família, que é baseada na Quinta Mãe dos Homens que, por sua vez, foi herdada pela minha mãe Cecília e onde eu atualmente resido” afirmou Teresa Jardim Gedge, filha do autor e fundadora da companhia de teatro, o MADS (Madeira Dramatic Society), que no âmbito das comemorações dos 500 anos da cidade do Funchal, adaptou o Saias de Balão para uma peça de teatro, apresentada no Teatro Municipal do Funchal. Agora com prefácio de Paulo Miguel Rodrigues e posfácio de Onésimo Teotónio […]
28 de Novembro de 2018.

O valor da Herança

(Re)pensar a sociedade à luz da dinâmica da nova ordem mundial. A tertúlia será no dia 29 de Novembro, às 18:00, no Colégio dos Jesuítas do Funchal. Inspirados pela republicação da obra, Os Mistérios do Funchal, de Ciríaco de Brito Nóbrega, a Académica da Madeira promove um momento de diálogo em torno do conceito da Herança, no dia 29 de Novembro, pelas 18:00, no Colégio dos Jesuítas do Funchal. Tendo como participantes o arquitecto Rui Campos Matos, o professor Thierry Proença dos Santos, o médico João Pedro Vieira, o padre José Luís Rodrigues e o advogado Brício Araújo, no encontro, pretende-se discutir a importância da relação entre o património, a herança e a memória num momento em que, um pouco […]
15 de Junho de 2018.

‘Os que se divertem’, por Luzia

A vida pode ser uma comédia! Onde comprar? Na Wook, na Bertrand (em qualquer livraria do grupo), na Gaudeamus e noutras livrarias do país e da Madeira. A Académica da Madeira prepara, como lançamento de Verão, o 1.º número dos Ilustres (Des)Conhecidos, colecção que pretende recordar ou apresentar autores e obras literárias que foram publicados no passado, mas que, temporal ou espacialmente distantes do público, devem compor o corpus literário madeirense, conhecido e acessível, para afirmação e edificação contínua da nossa Cultura e Arte. O n.º 1 é dedicado a Luísa Susana Grande de Freitas Lomelino. Sob o pseudónimo Luzia, que passando grande parte da sua vida na Madeira publicou, entre outras, a obra Os que se divertem (A comédia da […]