A actualidade noticiosa

Consulta as principais notícias do Ensino Superior

6 de Outubro de 2019.

EUA financia investigadora do i3S

A investigadora Salomé Pinho, do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde (i3S) da Universidade do Porto, vai analisar os dados de 600 militares e procurar biomarcadores para a doença de Crohn e para a colite ulcerosa. Aproveitando o rigoroso acompanhamento que é feito aos militares norte-americanos, a equipa de investigadores liderada pela portuguesa Salomé Pinho vai estudar o desenvolvimento da doença inflamatória intestinal (DII). A cientista do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde (I3S) da Universidade do Porto conseguiu um apoio de um milhão de euros do Departamento de Defesa dos EUA e vai procurar nos dados recolhidos nos seis anos anteriores ao diagnóstico da doença os primeiros sinais do problema em indivíduos (todos militares da Marinha) que […]
5 de Outubro de 2019.

My grandchildren’s Europe

The question we are going to ask ourselves today is: how can we contribute to create a bright European future for our grandchildren? In order to answer that question we have to look at the current state of affairs. Every generation has historically dealt with its own challenges. In a couple thousand years we’ve moved from hunting-and gathering tribes to a high functioning society with all kinds of ingenious systems (i.e. agriculture) which supports our lifestyle. Especially in the last couple of centuries our species made enormous leaps in all kinds of fields, in a staggering and accelerating pace. Thanks to technology we’re more globally connected than ever. We’ve gained so many insights and knowledge. But, all that will just […]
4 de Outubro de 2019.

Já é possível nomear um exoplaneta

Em Portugal, poderá atribuir-se um nome ao planeta extra-solar HD 45652b, um gigante gasoso a 117 anos-luz de nós. A partir desta terça-feira, tem a oportunidade de sugerir um nome para um exoplaneta. Para comemorar o seu 100.º aniversário, a União Astronómica Internacional (IAU, na sigla em inglês) organizou a iniciativa IAU100 Name ExoWorlds (Dê Nome a ExoMundos, em português), em que mais de 70 países terão a possibilidade de dar um nome a um exoplaneta e à sua estrela. Em Portugal, será possível propor nomes até 28 de Outubro no site da iniciativa. Como a IAU é a entidade responsável por atribuir nomes e designações oficiais a corpos celestes, quis incentivar a comunidade internacional a nomear também outros mundos. […]
3 de Outubro de 2019.

A Europe for my grandchildren

When I read about the topic for this month’s article, at first I was a bit overwhelmed. What can I as a single person contribute to the European Union? How can I help to preserve the values of this uniting project?  And then, after second thoughts, I realized: yes, even my young generation can do a lot to guarantee that there will also be a Europe for our grandchildren. Let’s start with something that is going to happen this month – the European elections. On the 26th of May we have the chance to vote for the European Parliament and indirectly for our all future. Each one of us can decide which party he or she wants to support with […]
2 de Outubro de 2019.

Evolução fez desaparecer músculos

Uma equipa liderada por um cientista português observou, pela primeira vez, estruturas que se começam a desenvolver nos embriões e fetos humanos, mas que desaparecem antes do nosso nascimento. Através de uma técnica de imagens a três dimensões, uma equipa de cientistas dos Estados Unidos e de França espreitou ao pormenor a anatomia de embriões e fetos humanos. Assim, o grupo liderado pelo biólogo português Rui Diogo conseguiu observar músculos que se formam durante o início do nosso desenvolvimento, mas que se perdem antes de nascermos. Essas estruturas desapareceram durante a evolução (na transição dos répteis mamalianos para os mamíferos) há mais de 250 milhões de anos e ainda são visíveis em alguns animais. O trabalho foi publicado esta terça-feira […]
1 de Outubro de 2019.

The European project in the future

The future of the European Project depends on our acts now. As a young European citizen who has already participated in projects provided by the European Union, I know that the best way to support the European Project growth is taking part in diversified programmes such as studying abroad, voluntary service or any kinds of internships. These experiences give a new perspective for the future of young people. Mobility does not pose any difficulties anymore because it is a part of the projects mentioned above. Moreover, we are eager to apply for jobs abroad, to travel and stay in touch with all the people we have  met along our way. All the connections between the people and the sense of […]
30 de Setembro de 2019.

Estudantes luso-descendentes

Em 2019, 416 emigrantes e luso-descendentes ficaram colocados na primeira fase de acesso ao ensino superior. O secretário Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior frisa que Portugal “está de braços abertos” para os acolher. O número de luso-descendentes candidatos ao ensino superior em Portugal aumentou 150% em quatro anos, com 2019 a ser o mais concorrido da última década, segundo dados oficiais do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Portugal tem um contingente reservado a filhos de emigrantes de 7% do total das vagas nacionais no acesso ao ensino superior, o que corresponde a cerca de 3500 vagas. Na primeira fase do concurso de 2019, 483 emigrantes e luso-descendentes candidataram-se a instituições de ensino superior portuguesas, tendo ficado […]
29 de Setembro de 2019.

Freedom is participation!

As european citizens, we all have the responsibility to take care of the EU and contribute to its success, development and improvement.  The EU is not only an International Organization of States, it is a political and economical union based on the common interests, necessities, rights and obligations of all their citizens. It has been created to generate services and to manage and solve common problems of the European States in order to offer better life conditions to the citizens of this geopolitical area.  For this reason, the europeans have inherited the duty to participate actively towards the growth of the EU.  We are required to exercise our rights such as voting in the EU elections, to invest in its […]
28 de Setembro de 2019.

Envelhecimento dos professores

Monitor da Educação e da Formação de 2019 salienta também que “o investimento na modernização das infra-estruturas é insuficiente, em especial, na educação e no acolhimento na primeira infância nas zonas metropolitanas”. O envelhecimento da população docente é um problema identificado em Portugal no Monitor da Educação e da Formação de 2019, divulgado esta quinta-feira pela Comissão Europeia, que destaca ainda a “elevada proporção de pessoal não permanente”. “Os professores estão satisfeitos com o seu trabalho, porém, subsistem desafios tais como o envelhecimento da população docente, a elevada proporção de pessoal não permanente e as lacunas na integração e no desenvolvimento profissional contínuo”, lê-se na ficha de avaliação de Portugal. O relatório salienta também que “o investimento na modernização das […]
27 de Setembro de 2019.

Citizen of the EU

I’m proud and happy to be part of EU. Finland joined the EU in 1995 together with Sweden and Austria. It gives me so many opportunities, one of them, which I’m experiencing right now: the European voluntary service. What can I do to help the EU to survive and grow better? An obvious way is voting. It’s important to vote in your own country’s elections, and in EU elections. Decisions and changes made in one country might lead to other countries making the same kind of changes, in better direction. What I really like about EU, is that the borders are open. It makes travelling easy, and motivates me to travel more and see the world. That’s how EU brings […]
21 de Janeiro de 2019.

Vida sob camadas de gelo?

Uma equipa de cientistas dos Estados Unidos levou a cabo uma investigação no lago Mercer, um dos mais profundos lagos escondidos por baixo do gelo que cobre a Antárctida, e encontraram vestígios de crustáceos e de um tardígrado. Sob as camadas de gelo que cobrem a Antárctida há muitos segredos por descobrir. Uma expedição recente ao continente gelado, liderada por uma equipa dos Estados Unidos com cerca de 50 membros, revelou algo surpreendente: sinais de vida nas águas do lago Mercer, por baixo de uma camada de gelo com 1068 metros de espessura, a cerca de 600 quilómetros do Pólo Sul. Dos 379 lagos que existem por baixo da superfície gelada na Antárctida (muitos deles ligados entre si), o Mercer […]
26 de Novembro de 2018.

Biodiversidade há 800 mil anos

Ilhas portuguesas incluídas na análise que considera que não chega olhar para os últimos 20 mil anos e que é preciso recuar até aos 800 mil. Um estudo que envolveu mais de 50 ilhas vulcânicas, incluindo os Açores e a Madeira, conclui que a biodiversidade só pode ser compreendida se se para a variação do nível do mar dos últimos 800 mil anos. Publicado na revista Global Ecology and Biogeography, o trabalho “contradiz a maioria dos estudos na área, que consideram apenas níveis do mar extremos registados num passado recente, há cerca de 20 mil anos”, explica o comunicado do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais. A flutuação do nível do mar tem-se alterado ao longo de milhares de […]
3 de Setembro de 2018.

Gene protege os elefantes do cancro

Como conseguem os elefantes ser resistentes ao cancro? É através de um gene que nos elefantes está presente em várias cópias e, descobriu-se agora, de um outro que se pensava que estava desactivado. Olhamos para os elefantes e vemos animais imponentes. E este texto é mesmo sobre a sua imponência, neste caso, contra o cancro. Estima-se que 17% dos humanos morram de cancro, enquanto nos elefantes em cativeiro a percentagem é de menos de 5% (embora tenham cerca de 100 vezes mais células potencialmente cancerosas do que nós). Porquê? Uma equipa de cientistas dos Estados Unidos deu agora parte da resposta ao descobrir no ADN dos elefantes um gene zombie, que estava desligado, que os ajuda a defender do cancro. […]
28 de Maio de 2018.

Toupeira-de-água na Photo Ark

Fotógrafo da National Geographic esteve no Douro para retratar algumas das espécies que a sua “arca fotográfica” tinha em falta, como a toupeira-de-água e o chasco-preto, ambos em perigo de extinção. Desde Outubro de 2017, a “maior arca fotográfica do mundo” já acolheu mil novas espécies e o animal número 8000 é português. Joel Sartore, o criador da Photo Ark, da National Geographic, esteve em Portugal durante quatro dias no passado mês de Abril, e a toupeira-de-água (Pyrenean desmain) ocupa agora um lugar de destaque no projecto que ambiciona a documentação de todas as espécies animais em cativeiro. Sartore esteve em Portugal, pela primeira vez, precisamente em Outubro do ano passado, na inauguração da exposição Photo Ark na Galeria da […]
21 de Maio de 2018.

Isolamento social afeta o cérebro?

Estudo em ratinhos mostra que um isolamento social prolongado leva à produção em excesso de um produto químico no cérebro que, por sua vez, está associado a um aumento de agressividade e medo. Primeiro estudaram os efeitos do isolamento social crónico em moscas-da-fruta, um modelo animal muito usado pelos cientistas, e descobriram que existia um produto neuroquímico que desempenhava um papel importante na agressividade. Agora, a mesma equipa de cientistas encontrou o mesmo sinal químico no cérebro de ratinhos que estiveram isolados durante um período longo e demonstraram como está associado a um aumento do medo e da agressividade. Mais do que isso, perceberam que é possível bloquear a produção deste composto químico no cérebro e anular os seus efeitos […]
14 de Maio de 2018.

Fungo que mata anfíbios

Análises a várias amostras do quitrídio mostraram que a estirpe mais agressiva deste fungo terá surgido na península da Coreia no início do século XX. Sabe-se que um fungo está a causar a morte em massa de várias espécies de anfíbios. Mas não se sabia onde e quando tinha surgido esse fungo e qual a sua estirpe mais agressiva. Um artigo científico na edição desta sexta-feira da revista Science – no qual participa o português Gonçalo M. Rosa – desvenda que a estirpe mais agressiva terá aparecido no Sudeste Asiático, nomeadamente na península da Coreia, no início do século XX. Ao infectar a pele de várias espécies de rãs, sapos e outros anfíbios, o fungo quitrídio (Batrachochytrium dendrobatidis) provoca uma […]