Aprender a educar
1 de Junho de 2017.
Top Universidades no ranking QS
8 de Junho de 2017.
Mostrar Tudo

Lisboa será capital dos RH

Cerca de 40 universidades de 14 países, 200 participantes e 4 oradores internacionais. A Universidade Europeia recebe durante três dias a 18.ª edição de uma das maiores conferências de Recursos Humanos do mundo.

Entre 7 e 9 de junho, o Campus de Carnide reúne alguns dos melhores especialistas do mundo da área de Recursos Humanos, como Jim Stewart, Sharon Mavin e Jim McGoldrick. É a 18.ª edição da Conferência Human Resources Development Research and Practice Across Europe, promovida pela Universidade Europeia.

A conferência traz a Lisboa professores de 40 universidades e investigadores de 14 países diferentes: Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Brasil, Canadá, Coreia do Sul, Holanda, India, Irlanda, Itália, Polónia, Rússia, e Turquia. Vão ainda estar presentes os diretores de várias revistas da área como o European Journal of Training and Development, Human Research Development International, Human Resource Development Quarterly, e o International Journal of HRD.

À capital vão chegar também mais de 50 estudantes, a maioria norte-americanos, para conhecer Portugal e as suas instituições de Ensino Superior. A Universidade Europeia preparou três encontros com as empresas Media Capital, Scandia e Avila Spaces, para que estes estudantes possam conhecer o que de melhor se faz em Portugal no setor dos Recursos Humanos.

Entre os principais oradores da conferência destaque para Monica Lee, que analisa o tema A colonização e a liberação do HRD e Robert Hamlin que discute o desenvolvimento dos Recursos Humanos e respetivos desafios do passado presente e futuro. Juntam-se a estes dois nomes Gary Mclean, que vai abordar “O Caso do investigador Equivocado: a fantasia do Etnocentrismo” e Valerie Anderson que vai refletir sobre “Padrões e padronização: onde o desenvolvimento dos recursos humanos deve atuar?”.

Durante três dias, a Universidade Europeia apresenta seis sessões especiais, 150 encontros paralelos e um Doctoral Workshop num total de 100 horas de discussão científica.

Notícia do Canal Superior de 05/06/2017.