Portugueses em projeto da NASA
10 de Novembro de 2021.
A acção social é uma prioridade
18 de Novembro de 2021.
Mostrar Tudo

“Óculos de privacidade” da Apple

Os óculos são uma das componentes de um sistema de correção ocular, desenhado a pensar em quem não consegue retirar da utilização do smartphone a melhor experiência por ter problemas de visão, mas foi pensado com um extra para mais privacidade.

Apple está a trabalhar numa tecnologia que vai permitir bloquear os conteúdos exibidos no ecrã do iPhone, a quem esteja perto do smartphone e não for o seu utilizador legítimo. Quem estiver perto do smartphone, sem usar os óculos de privacidade, vai apenas conseguir ver uma imagem desfocada.

Os detalhes da tecnologia são explicados numa patente, que a empresa pediu recentemente para registar, e que o site Patently Apple acabou por descobrir, onde a Apple mostra uns óculos com capacidade para ajustar a imagem e o conteúdo exibidos no ecrã do smartphone, a um conjunto de definições previamente estabelecidas.

O pedido de patente apresentado US Patent & Trademark Office visa um sistema, onde onde os “óculos da privacidade” são apenas uma das componentes. No centro da patente está a descrição de um sistema, processos e métodos de exibição de imagem em dispositivos eletrónicos.

A patente explica que a invenção em causa pretende dar resposta às dificuldades de interação com um smartphone de alguém com miopia ou astigmatismo, reconhecendo que alguém com este tipo de problemas tem dificuldade em usar o smartphone sem óculos, ou terá de afastar ou aproximar o ecrã à procura de uma posição mais confortável.

O sistema inventado pela Apple pretende fazer um ajuste automático destes padrões oculares, em função das características do utilizador e da sua visão, e para poder fazer isso vai registar dados de perfil do utilizador com a próxima geração de funcionalidades do Face ID.

Com ajuda de sensores, o sistema vai registar informação do utilizador, não apenas no que se refere às caraterísticas da visão e de outros dados biométricos, mas também atributos como barba, cabelo comprido ou curto, bigode, etc, e criar um mapa biométrico e diferentes perfis.

Explica-se também que cada utilizador poderá usar a tecnologia descrita na patente com vários perfis, definindo um ajuste de imagem ideal para óculos de leitura, de correção da visão ou para óculos de sol. A versão óculos de privacidade, é uma espécie de extra, para situações em que o utilizador pretende estar mais resguardado de olhares indiscretos, quando interage com o smartphone.

Como qualquer outra patente, registada pela Apple ou por qualquer outra empresa, para já, não há certezas que venha a transformar-se num produto comercial. É certo que a privacidade é uma das áreas de aposta forte da Apple, mas ainda assim, vai ser preciso esperar para ver.

Clique aqui para ler a notícia do SapoTek de 15/11/2021.