O outro lado do espelho
26 de Maio de 2021.
Fez-se história no Monte Evereste
31 de Maio de 2021.
Mostrar Tudo

Pegar e levar: uma loja sem caixas

Não há filas, registo de produtos ou caixas e o pagamento é automático. Na loja Continente Labs, só é preciso um smartphone. A tecnologia faz o resto

É uma espécie de utopia do processo de compra que agora começa a ser tornada em realidade. O Continente assume-se como a primeira marca europeia a abrir uma loja sem caixas, nem registo de produtos. O espaço, no centro de Lisboa (Rua D. Filipa de Vilhena, junto ao Jardim do Arco do Cego), é inaugurado na quarta-feira, dia 26, pelas 11h, e abre ao público às 13h.

E como é que esta ‘magia’ de pegar e levar é, afinal, possível? A loja Continente Labs, que tem 150 metros quadrados, está equipada com 230 câmaras e 400 sensores (basicamente, balanças nas prateleiras) que associam os produtos recolhidos (e devolvidos) das prateleiras por cada cliente, criando carrinhos de compras virtuais. A isto junta-se a tecnologia de ‘machine vision’ da Sensei, uma startup portuguesa na qual a Sonae é investidora. O projeto começou a ser desenvolvido há mais de dois anos e todos os produtos são digitalizados antes de chegarem às prateleiras.

Do lado o utilizador, o processo visa primar pela simplicidade. Para começar, é necessário descarregar a app Continente Labs (disponível gratuitamente para Android e iOS) e ser utilizador da app Cartão Continente, com Continente Pay e fatura eletrónica ativos. Depois, à entrada da loja utiliza o smartphone e o código QR gerado pela aplicação no leitor do torniquete de entrada. A partir daí, a pessoa só tem de recolher das prateleiras os produtos que desejar, colocá-los em sacos, nos bolsos ou nas mãos e sair. O smartphone encarrega-se do pagamento e a fatura fica disponível posteriormente na app.

À semelhança de qualquer outra loja, será possível fazer compras acompanhado: ao entrar mais do que uma pessoa com o mesmo código, os produtos escolhidos por ambos serão adicionados num único carrinho virtual.

Em caso de cobrança indevida de algum produto que o consumidor acabou por não levar no check-out, o valor é devolvido. As imagens são guardadas durante um período de tempo para permitirem ao Continente e à Sensei perceber como aconteceu o erro e retificá-lo. Frederico Santos, Diretor de Inovação e Transformação Digital da Sonae MC, explicou à Exame Informática que a privacidade do utilizador está assegurada, uma vez que o Continente não tem acesso às imagens e a Sensei não consegue aceder aos dados do cliente.

A loja estará aberta diariamente das 12h às 21h e irá disponibilizar uma gama constituída por mais de mil produtos, incluindo frescos como frutas e legumes, carne e peixe. O espaço conta ainda com uma máquina de bebidas quentes que funciona na mesma lógica de pegar e levar. A zona do expositor refrigerado de bebidas alcoólicas tem de ser desbloqueada por um funcionário, de forma a garantir que não são vendidas a menores.

Pode ver um exemplo de uma utilização no vídeo abaixo.

Clique aqui para ler a notícia da Exame Informática de 25/05/2021.