Tubarão luminoso gigante
3 de Março de 2021.
Visão artificial para pessoas cegas
8 de Março de 2021.
Mostrar Tudo

Starship SN10 explodiu após aterrar

Trata-se da Starship SN1, nave da SpaceX para uma futura missão a Marte.

Após a explosão durante a aterragem dos dois primeiros protótipos do futuro foguetão Starship da empresa SpaceX, uma terceira nave conseguiu pousar, mas acabou por explodir no solo minutos depois, no Texas.

“A Starship SN1 aterrou inteira!” escreveu na rede social Twitter o fundador da empresa norte-americana SpaceX, Elon Musk, uma hora depois da explosão em Boca Chica, numa zona desértica do estado norte-americano do Texas, próximo da fronteira com o México.

“A equipa SpaceX está a fazer um óptimo trabalho! Um dia, a verdadeira medida do sucesso vai ser a banalidade dos voos espaciais”, acrescentou o milionário numa segunda mensagem.

“Foi uma magnífica e suave aterragem”, afirmou o comentador John Insprucker, num comentário em directo através do canal da empresa.

No entanto, as chamas no foguete não tripulado eram visíveis enquanto eram extintas pelas equipas presentes no local e alguns minutos depois uma grande explosão fez levantar o aparelho que acabou por se “estilhaçar” no chão, referem os repórteres da agência France Presse.

“Como se o teste não tivesse sido suficientemente empolgante, o SN10 ‘experimentou uma desmontagem’ rápida e não planeada logo após a aterragem”, escreveu em tom de brincadeira a empresa SpaceX no portal oficial sem fornecer mais detalhes sobre a explosão.

Trata-se da nave da SpaceX, empresa fundada por Elon Musk, para uma futura missão a Marte.

O protótipo “Serial Number 10” (SN10) descolou às 23h20 de quarta-feira, de Boca China, Texas, para uma terceira tentativa de projecção suborbital.

A máquina ganhou altitude, propulsionada por três motores que foram desligados antes de a nave ter sido colocada em posição horizontal em pleno voo. O aparelho atingiu dez quilómetros de altitude, meta previamente delineada para este voo antes de iniciar a aterragem que decorreu sem problemas, antes da explosão.

Dois outros protótipos (SN8 e SN9) caíram no momento da aterragem, o primeiro em Dezembro de 2020 e o segundo em Fevereiro.

Elon Musk, uma das pessoas mais ricas do mundo, pretende lançar várias naves deste tipo “para a conquista de Marte”, mas inicialmente o foguete, caso seja operacional, pode ser útil para viagens à Lua.

De acordo com informações anteriores, o milionário japonês Yusaku Maezawa deve realizar uma viagem à órbita da Lua numa nave da SpaceX em 2023, tendo pagado uma quantia cujo valor é confidencial.

Clique aqui para ler a notícia do Público de 04/03/2021.