Caminhe na antiga Lisboa romana
8 de Fevereiro de 2021.
Ecofont imprime com -50% de tinta
10 de Fevereiro de 2021.
Mostrar Tudo

J.V.Moutinho em castelhano e alemão

Obras do escritor José Viale Moutinho ganharam traduções em castelhano e alemão, esta última na edição de uma antologia que deveria ser lançada da Feira do Livro de Leipzig, que entretanto foi cancelada, anunciou hoje o autor.

As duas traduções já estão em circulação em Leipzig e em Madrid.

‘Die Flote des Toten’ (‘A Flauta dos Mortos’) é uma antologia de poemas, escolhidos, traduzidos e com prefácio da ensaísta austríaca Ilse Pollack, conhecida especialista em Literatura Portuguesa.

‘Die Flote desToten’ tem a chancela da Leipziger Literaturverlag, na qual já foram publicadas obras de Yvette K. Centeno, Manuel Alegre, Jorge de Sena, Herberto Hélder, Fernando Pessoa, Hélia Correia e Maria Velho da Costa.

Esta antologia deveria ter sido lançada na Feira do Livro de Leipzig 2021, prevista para os dias 27 a 30 de maio, e na qual Portugal seria o País Convidado de Honra, mas que foi cancelada, no final do mês passado, devido à pandemia de covid-19.

De qualquer forma, a organização fez saber que o cancelamento daquela que é a segunda maior feira do livro do país e uma das mais importantes da Europa não comprometerá a publicação de autores portugueses na Alemanha.

É o caso deste livro, que foi publicado em edição de divulgação corrente.

Em Madrid, Jose Viale Moutinho acaba de ganhar uma tradução do poeta Ricardo Martinez Conde, de uma coleção inédita em português intitulada ‘En causa propia’ (‘Em causa própria’).

Publicada pelas Ediciones Vitruvio, de Madrid, o livro do escritor português integra a ‘Colección Baños del Carmen’, que inclui obras de autores como Pablo Neruda, Ángel González, Pere Gimferrer, Gil de Biedma, Trakl, Lorca e Antonio Machado, bem como Fernando Pessoa.

Este autor, que recentemente reuniu toda a sua produção poética de éditos e inéditos em “Os Cimentos da Noite” (1975-2018), nas Edições Afrontamento, tem grande parte da sua obra também traduzida em russo, húngaro, italiano, búlgaro, galego, asturiano, catalão, braille e editada no Brasil.

Nascido no Funchal em 1945, José Viale Moutinho, jornalista e escritor, estreou-se literariamente em 1968 com a novela “Natureza Morta Iluminada”.

Foi diretor da Associação Portuguesa de Escritores, da Sociedade Portuguesa de Antropologia e Etnologia, do Círculo de Cultura Teatral e presidente da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto.

José Viale Moutinho é autor de cerca de meia centena de livros para crianças, bem como de trabalhos nas áreas de investigação de Literatura Popular, da Guerra Civil de Espanha e da deportação espanhola nos campos de concentração nazis, bem como de estudos sobre Camilo e Trindade Coelho.

Ficcionista e poeta, recebeu já vários prémios, entre os quais o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco/ APE, Prémio Edmundo de Bettencourt de Conto e de Poesia, Prémios de Reportagem Kopke, Norberto Lopes/Casa da Imprensa de Lisboa, El Adelanto (Salamanca) e Pedrón de Honra (Santiago de Compostela).

Clique aqui para ler a notícia do Notícias ao minuto de 05/02/2021.