Artigo da UMa entre os melhores
16 de Dezembro de 2020.
1.ª rotunda subaquática
18 de Dezembro de 2020.
Mostrar Tudo

Um desenvolvimento sustentável

A sustentabilidade ambiental não é uma temática nova, mas carece de um maior interesse, visibilidade e intervenção, mesmo dentro das universidades. Essa diretiva tem vindo a orientar alguns dos últimos programas e actividades desenvolvidas, entre a comunidade estudantil, pela Académica da Madeira.

Uma das primeiras medidas adoptadas com vista à sensibilização para a literacia e cultura ambiental, ocorreu em 2017, com a criação do nosso programa YOU PRINT, WE PLANT, promovido na sequência da implementação do YOU PRINT, uma nova filosofia de impressões, de fotocópias e de digitalizações na Universidade da Madeira (UMa). Sob alçada desse novo programa de intervenção ambiental, teve lugar a primeira acção de reflorestação no Parque Ecológico do Funchal, cujo sucesso e frequência das acções permitiu a criação e manutenção de actividades de intervenção mensal. O objectivo inicial do programa era muito simples: devolver à natureza o número de árvores equivalentes ao papel consumido pelo serviço YOU PRINT, contudo, às acções de reflorestação, juntou-se actividades de viveiro, de controlo de espécies invasoras, de recolha de lixo e de marcação de percursos pedestres. Foi através da ajuda de vários voluntários e de entidades, públicas e privadas, que, mesmo num ano atípico como o de 2020, este programa foi distinguido com o Prémio Boas Práticas de Associativismo Estudantil, atribuído pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude.

Continuando com o espírito de promoção de uma cultura ambiental no meio universitário, apoiamos a execução do programa RECICLAR+, promovido pelo Professor Hélder Spínola no Politécnico da UMa, que aposta na educação ambiental e na disponibilização dos meios necessários à boa gestão dos resíduos na universidade com base na tríade: reduzir, reutilizar e reciclar. Através deste programa, foram adquiridos vários materiais e foram colocados à disposição da comunidade académica. A Académica da Madeira apoiou várias etapas da sua execução, adquirindo todos os ecopontos do Campus Universitário e implementando uma sinalética de reciclagem em dezenas de pontos do edifício, conjugada com campanhas de sensibilização e de educação. Além dessas acções, mais recentemente, foi instalada uma fonte de água onde os utilizadores podem reutilizar as suas garrafas, gratuitamente, reduzindo-se a quantidade de plástico em circulação no complexo.

Este ano, mesmo com as limitações que a pandemia impôs, a Académica da Madeira continuou a promover novas iniciativas, conjugadas com a continuidade de todo o trabalho iniciado. Com o apoio da Direção Regional de Juventude, apresentámos o projecto GREENING THE CURRICULUM que permitiu a limpeza de resíduos em volta do Campus, realizada no início deste semestre, recolhendo 138 quilos de material. Essas acções não só salientam a importância da diminuição da pegada ecológica, como também proporcionam a transmissão de valores como o companheirismo e o espírito de equipa na nossa comunidade académica.

Os jovens não são desinteressados ou apáticos. Os jovens não estão desmotivados ou despreocupados. Os jovens, como eu, querem ter o seu espaço e marcar a sua passagem neste mundo em constante mudança, cuja realidade nos fez lidar com as nossas fragilidades como nunca antes. Nós, os jovens, podemos ser essa mudança. Podemos trabalhar para um desenvolvimento sustentável de e para todos. Aqui, na Associação Académica, já iniciámos esse longo caminho. Na verdade, fizemo-lo há quase 30 anos, data em que foi criada uma estrutura estudantil na UMa, missão concretizada por um conjunto de jovens, então sonhadores, motivados, proativos e empreendedores. A nós, cabe-nos seguir-lhes o exemplo.

Boas Festas, em segurança e com saúde!

Alex Faria
Presidente da Direcção da Académica da Madeira
Clique aqui para ler o artigo de opinião no JM de 17/12/2020.