Assembleia-Geral
28 de Novembro de 2020.
Contos e Lendas da nossa ilha
10 de Dezembro de 2020.
Mostrar Tudo

Os Mágicos da Choupana

Livro infantojuvenil assinala os 110 anos do Clube Desportivo Nacional

A obra já se encontra à venda na Gaudeamus, na Fnac, na Wook, na Bertrand (online e lojas) e noutros livreiros nacionais e regionais.

“Um livro bem escrito e cativante que vai permitir a muitas crianças conhecerem, de forma apaixonada, a história e a grandeza do CDN.”

Ricardo Serrado

A história mostra que a maioria dos clubes desportivos em Portugal nasceu e desenvolveu-se pelo e para o futebol tornando possível, contudo, a aposta em outras modalidades. O Clube Desportivo Nacional não foi excepção e passados 110 anos foram milhares aqueles que representaram o seu emblema e cores, em diversas modalidades e nos mais importantes palcos desportivos regionais, nacionais e internacionais.

Para assinalar o 110.º aniversário, o Clube Desportivo Nacional apresenta um livro infantojuvenil sobre a história da coletividade, sob a forma de estórias e em jeito de homenagem a todos aqueles que acreditaram, mas também aqueles que duvidaram e questionaram dando um outro sentido a todas as conquistas do Clube. De alguma forma, todos eles contribuíram para que, passado mais de um século, se continue a exaltar o nome Clube Desportivo Nacional

Da autoria de Andreia Micaela Nascimento, com ilustrações de Sofia Reis e editado pela Imprensa Académica, o livro Mágicos da Choupana, combina ficção com dados históricos e fatuais, perpassando os maiores feitos e conquistas do Nacional, numa viagem que parte do Campo do Brás com destino à Choupana.

Com mais de 25 anos de sócia, a autora assume que “a narrativa apresenta ligeiros apontamentos biográficos e que o enredo, ficcional, mais não é do que uma estratégia para revelar as circunstâncias de um conjunto de acontecimentos reais que marcaram a atividade ininterrupta do Nacional desde 1910”.

A fundação do clube, a construção do Estádio dos Barreiros, as presenças olímpicas, a passagem do melhor jogador do mundo pelas escolas de formação do clube, os eventos culturais dos anos 60, os recordistas na natação e na ginástica e a presença nas competições europeias de futebol – a primeira das quais em 2003-2004 e após a conquista do 4.º lugar da classificação geral, feito inédito entre as equipas insulares – são alguns dos acontecimentos narrados e que testemunham a grandeza desta instituição desportiva secular.

Com coordenação científica de Ricardo Serrado, um dos primeiros historiadores a dedicar-se ao estudo histórico-filosófico do desporto em Portugal, o texto discorre sobre alguns dos marcos assinaláveis do Nacional, instituição que constitui, desde a sua origem, um verdadeiro agente de desenvolvimento social, cultural e identitário da Madeira.

Sinopse

Um misterioso livro, de capa dura, escura e envelhecida, é o mote para uma série de aventuras. Guiados pela avó Isabel, a Maria, o Augusto, o Tomás e a Inês partem numa viagem ao passado, às raízes de uma paixão que une a sua família há várias gerações, revisitando alguns momentos da infância, passados em família, no passatempo domingueiro da época.

Sobre a Autora

Andreia Micaela Nascimento nasceu no Funchal em 1977. É licenciada em Sociologia pela Universidade Autónoma de Lisboa e em Comunicação, Cultura e Organizações, pela Universidade da Madeira. Mestre em Gestão Cultural é doutoranda em Sociologia no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, investigadora e membro do grupo de investigação LIFE: Percursos de Vida, Desigualdade e Solidariedade: Práticas e Políticas.

Bisneta de um dos fundadores de um clube centenário da Madeira e neta de um árbitro de futebol, cresceu participando e ouvindo histórias sobre o desporto, em especial sobre o futebol. As influências familiares despertaram o seu interesse pela compreensão do fenómeno desportivo enquanto manifestação social, cultural e identitária do espaço insular.

Sobre o Coordenador Científico

Ricardo Serrado nasceu em Lisboa em 1980. É licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, mestre em História Contemporânea pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, e doutorando em História e Teoria das Ideias, com uma bolsa da Universidade Autónoma de Lisboa. É bolseiro FCT para a realização de um doutoramento em filosofia sobre A natureza da tomada de decisão no desporto: corpo, mente e consciência.

Tornou-se notado por ser um dos primeiros historiadores a dedicar-se ao estudo histórico-filosófico do desporto, tendo já publicado um número vasto de livros e artigos científicos sobre o assunto.

Sobre a Ilustradora

Sofia Reis é ilustradora Licenciada em Artes Visuais pela Universidade da Madeira. Ilustrou vários livros infantis com temas diversos e participou em fanzines internacionais relacionadas com música. Os seus trabalhos podem ser encontrados aqui.

Sobre a Editora

A primeira imprensa universitária nasceu em Coimbra, no séc. XVI, durante o reinado de D. João III. A Imprensa Académica é uma editora universitária criada em 2014 pela Associação Académica da Universidade da Madeira, que é a sua proprietária e gestora. Desde a sua génese, publicamos 48 obras em várias áreas do saber, por iniciativa da sua equipa de voluntários e colaboradores, alunos e antigos alunos, e de propostas recebidas por autores, professores, investigadores e organizações.

A actividade da Imprensa Académica, que foi galardoada, em 2019, com o Prémio Boas Práticas do Associativismo Estudantil pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, nasce do trabalho de um corpo de voluntários que integra todo o processo editorial, de comunicação e comercial, de forma a permitir a consciencialização do público sobre a importância da leitura enquanto competência fundamental para potencializar conhecimento e inclusão.

Criar leitores constitui o principal desafio assumido pela equipa de voluntários que promove conhecimento e, simultaneamente, o adquire. Cientes de que criar leitores é uma tarefa árdua acreditamos que é fulcral para perpetuar um percurso escolar e académico de sucesso dos nossos jovens, para a criação de massa crítica e para a existência de uma sociedade aberta e inclusiva.

Este projecto assume uma forte investigação na área cultural e educacional, através da publicação de obras desenvolvidas por autores madeirenses e, concomitantemente, integrar estudantes e antigos estudantes nos vários processos inerentes à publicação de uma obra, como a selecção de conteúdos, a transcrição, a adaptação de textos, a idealização, a revisão ou a promoção, possibilitando a aquisição de experiência e competências úteis para a sua integração futura no mercado de trabalho.

Consulte, aqui, o catálogo de publicações da Imprensa Académica.