A gigantic success – Dirk Nowitzki
10 de Janeiro de 2020.
A small country does wonders
12 de Janeiro de 2020.
Mostrar Tudo

FCT aumenta bolsas de Doutoramento

Fundação para a Ciência e a Tecnologia estima que, em 2020, haverá mais bolseiros a fazer o doutoramento.

O valor das bolsas de investigação financiadas pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) aumentou 6% em relação a 2019, anunciou a FCT que estima que este ano as bolsas de doutoramento em curso ultrapassem as sete mil.

Este ano, os bolseiros voltam a ter um aumento do seu rendimento mensal e a FCT estima que os bolseiros de doutoramento passem dos cerca de 5500 para mais de sete mil, revela a instituição na sua página oficial.

O valor das bolsas “foi actualizado a partir de 1 de Janeiro de 2020, tendo como referência a actualização da Retribuição Mínima Mensal Garantida, correspondendo a um aumento de 6% face a 2019”, refere a FCT em comunicado.

Nos dois últimos anos, o aumento teve por base a taxa de inflação: em 2018 aumentou 1% e em 2019 subiu 1,4%.

Com o aumento de 6%, as bolsas de doutoramento sobem agora para os 1064 euros por mês.

A FCT diz já estar a efectuar, de forma gradual, os processos de actualização que deverão estar concluídos até Março, garantindo que ninguém será prejudicado, uma vez que a actualização tem efeitos retroactivos a 1 de Janeiro de 2020.

No site da FCT estão também disponíveis os valores das restantes bolsas. As bolsas para actividades de investigação e desenvolvimento (I&D) a realizar por doutorados passa a ser de 1600 euros. No caso das bolsas atribuídas a estudantes de mestrado, mestrado integrado ou por licenciados e mestres em cursos que não conferem grau académico o valor é de 798 euros. As bolsas para actividades de iniciação de I&D passam a ter um valor mensal de 412 euros.

O número total de novas bolsas de doutoramento concedidas pela FCT passou de 900 bolsas em 2015 para cerca de 1700 bolsas em 2019, “correspondendo a um aumento de cerca de 89%, prevendo-se atingir 1950 novas bolsas até 2023”, refere a FCT.

Em 2019, o total de bolsas de doutoramento em curso financiadas pela FCT foi de 5556, devendo este valor aumentar para mais de sete mil em 2020. “Este aumento pretende reforçar a capacidade de formação doutoral em Portugal, estimulando a actividade de I&D nas diversas unidades de investigação, articuladas com as instituições de ensino superior e em estreita articulação com as instituições (públicas e/ou privadas) que se dedicam à produção, difusão e transmissão do conhecimento”, sublinha a FCT.

Notícia do Público de 09/01/2020.