The History of Belgium
11 de Novembro de 2019.
Direito do Trabalho: Noções Básicas
12 de Novembro de 2019.

Quando os estudantes não recebem os resultados das bolsas…
Quando o Governo não cumpre a lei…
Quando a Acção Social não funciona…

A atribuição de bolsas de estudo aos estudantes do ensino superior está novamente atrasada, afectando aproximadamente meio milhar de estudantes da nossa academia que, em Novembro, ainda aguardam pelo desenrolar do processo de candidatura à bolsa de estudo.

O processo é lento e afecta, nesta altura, cerca de meio milhar candidatos* à bolsa de estudo na Universidade da Madeira que ainda não receberam qualquer resultado. São alunos prejudicados por não conhecerem os seus apoios sociais, por não poderem usufruir do passe sub23 enquanto bolseiros e por suportarem o conjunto de despesas que o Ensino Superior implica sem qualquer apoio do Estado.

Falamos de resultados supostamente obtidos “no prazo máximo de cinco dias úteis, em caso de procedimento de renovação automática da bolsa de estudo; no prazo máximo de trinta dias úteis nos restantes casos.” – Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo a Estudantes do Ensino Superior

São cada vez mais os estudantes que se queixam de problemas na atribuição de bolsas de estudo, um problema que infelizmente, tende a repetir-se. É profundamente preocupante pensar que estes problemas se possam arrastar até ao final do 1.º semestre lectivo.

Conheça mais sobre as dificuldades dos estudantes da Universidade da Madeira através do inquérito desenvolvido pela Observatório da Vida Estudantil, estrutura criada pela Académica da Madeira em 2019.

*Fonte dos dados: Informação Estatística de Bolsas de Estudo para Estudantes do Ensino Superior, actualizado a 07/11/2019.

Sobre o Universitas

Universitas é o programa da Académica da Madeira que congrega a oferta de acções de acolhimento, de acompanhamento e de inserção na vida activa dos futuros, dos actuais e dos antigos estudantes universitários. Assente na transmissão de valores, na construção de oportunidades e na valorização da cidadania, desenvolvemos várias iniciativas que espelham a raiz latina do conceito de universalidade, de totalidade, de companhia e de associação do vocábulo universitas. Pretendemos informar os candidatos ao Ensino Superior, através de visitas educativas pelos espaços da Universidade da Madeira; acolher os novos estudantes, com a promoção de actividades de acesso à informação e ao funcionamento da Academia; acompanhar os estudantes e antigos estudantes promovendo projectos e programas nacionais e internacionais que constituam oportunidades de integração na vida activa.

Criado em 2017, o programa Universitas promove a acção de integração dos ​novos ​estudantes do Ensino Superior, pela via da ciência e da cultura, pretendendo dinamizar a procura activa de conhecimento e de competências capazes de garantir o sucesso no mercado de trabalho. Juntam-se ao nosso programa as visitas educativas que são realizadas pelos espaços da Universidade da Madeira, a centenas de estudantes dos Ensinos Básico e Secundários, e a promoção dos programas europeus que se configuram como oportunidades ímpares na construção de um futuro promissor para os jovens madeirenses.

Apoio ao Estudante, matriz identitária e fulcral da nossa estrutura associativa, é uma componente central do Universitas, exercida através de políticas locais e nacionais. As acções de proximidade, através de uma actuação junto dos estudantes com o apoio ao seu quotidiano académico, são complementadas com uma participação activa nas políticas do ensino superior e da juventude.

Vencedor, em 2018, do Prémio Boas Práticas Associativismo Jovem, na categoria Estudantil, atribuído pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude, o programa continua a apostar na oferta de acções e iniciativas de acolhimento, de acompanhamento e de preparação para a inserção na vida activa dos futuros, dos actuais e dos antigos estudantes universitários.

Sobre o Observatório da Vida Estudantil

A Criação do Observatório da Vida Estudantil resulta da necessidade de conhecer quem são os estudantes da Universidade da Madeira, de onde vêm, quais as dificuldades sentidas e quais as suas aspirações e estratégias perante o futuro. Nasce, igualmente, por se considerar que conhecer a população estudantil é fundamental para que a UMa se possa afirmar como instituição de ensino superior de referência. O Observatório tem como missão fornecer à comunidade académica e civil e aos decisores locais um conhecimento cabal e consistente sobre os estudantes da UMa: à entrada, traçando os perfis académicos anteriores, caracterizando as suas origens e identificando as suas aspirações e escolhas; acompanhando os seus itinerários no interior da UMa; à saída, conhecendo os percursos de inserção no mercado de trabalho dos diplomados pela UMa.