Wladyslaw III of Poland
3 de Abril de 2019.
The second Queen of the Netherlands
5 de Abril de 2019.
Mostrar Tudo

Jovens, Escola, Cultura e Cidadania

Formação para docentes validada pela DRE. As inscrições encontram-se encerradas.

Formação, que é gratuita, é válida como actividade formativa para efeitos de progressão na carreira dos docentes dos grupos de recrutamento:

100, 100EE, 110, 110EE, 120, 140, 150, 160, 200, 210, 220, 230, 240, 250, 260, 290.02, 290.03, 300, 310, 320, 330, 340, 350, 400, 410, 420, 430, 500, 510, 520, 530, 540, 550, 560, 600, 610, 620, 700EE, D01, D02, M01, M02, M03, M04, M05, M06, M07, M08, M09, M10, M11, M12, M13, M14, M15, M16, M17, M18, M19, M20, M21, M22, M23, M24, M25, M26, M27, M28, M29, M30, M31, M32, M33, M34, M35, M36, M37, M38, M39, M40, M41, M42, M43, M44, M45, 910EE, 920EE, 930EE, 900, 910, 990 e 991.

Actualmente, o conceito de juventude é bem elástico: dos 8 aos 40 anos, todos os adolescentes, crianças ou os adultos são considerados jovens, seres inconsequentes, seres em construção sobre os quais a Escola tem um forte papel de socialização.

Os novos formatos familiares e sociais devem ser acolhidos pela escola e pelos seus educadores. Compreender as formas e os estilos da condição estudantil actual permite estabelecer uma ponte necessária para o diálogo entre os diversos actores: estudantes, famílias e educadores. Torna-se imperativo, portanto, que a escola se torne mais permeável ao contexto social e suas influências e que entenda o conceito de juventude no seu plural.

Compreender as identidades e condições da juventude na contemporaneidade e quais as tensões e desafios na relação dos alunos com a escola são, hoje, fundamentais. Para tal, urge uma capacidade de reflexão sobre a condição docente, exercício que propicie aos próprios docentes reconhecerem-se e posicionarem-se como sujeitos activos da formação e da educação dos jovens.

Ciente das implicações destas alterações ao actual paradigma da juventude, a Académica da Madeira irá organizar uma formação, com a duração de 25 horas, validada pela DRE, denominada ‘Jovens, Escola, Cultura e Cidadania‘, que tem como objectivos:

  • Refletir sobre a condição de docente enquanto sujeito da relação pedagógica;
  • Compreender através de exercícios a identidade e condição estudantil na contemporaneidade;
  • Refletir em torno dos desafios do pensar o futuro e de agir no presente;
  • Adquirir conhecimentos sobre a orgânica e o funcionamento das estruturas locais de poder legislativo e autárquico, mais concretamente acerca da atuação dos decisores políticos nas áreas da educação e juventude.

A formação é limitada a 20 vagas, com uma duração total de 25 horas e será dividida da seguinte forma:

  • Uma componente mais teórica, em contexto de sala de aula, com um total de 12 horas, ministrada por Joana Sousa, Psicóloga Clínica;
  • Uma componente dinâmica, à base de grupos de trabalho e palestras, com um total de 8 horas, através da participação no Fórum “Pensar no Futuro, Agir no Presente“;
  • Uma componente prática baseada em visita educativa à Assembleia Legislativa Regional e à Câmara Municipal do Funchal, num total de 5 horas.

Calendarização da formação:

  • 9 de Abril – 9:30 às 13:00 – Colégio dos Jesuítas
  • 9 de Abril – 14:00 às 17:30 – Colégio dos Jesuítas
  • 10 de Abril – 10:00 às 13:00 – Colégio dos Jesuítas
  • 10 de Abril – 14:00 às 18:30 – Colégio dos Jesuítas
  • 11 de Abril – 9:30 às 13:30 – Visita educativa à Assembleia Legislativa da Madeira
  • 11 de Abril – 14:00 às 17:30 – Colégio dos Jesuítas
  • 12 de Abril – 10:30 às 13:30 – Visita educativa à Câmara Municipal do Funchal (ponto de encontro no Colégio dos Jesuítas)

As inscrições encontram-se encerradas.

Sobre o Universitas

A formação ‘Jovens, Escola, Cultura e Cidadania‘ está inserida no programa Universitas, o programa da Académica da Madeira que congrega a oferta de acções de acolhimento, de acompanhamento e de inserção na vida activa dos futuros, actuais e antigos estudantes universitários. Assente na transmissão de valores, na construção de oportunidades e na valorização da cidadania, desenvolvemos várias iniciativas que espelham a raiz latina do conceito de universalidade, de totalidade, de companhia e de associação do vocábulo universitas. Pretendemos informar os candidatos ao Ensino Superior, através de visitas educativas pelos espaços da Universidade da Madeira; acolher os novos estudantes, com a promoção de actividades de acesso à informação e ao funcionamento da Academia; acompanhar os estudantes e antigos estudantes promovendo projectos e programas nacionais e internacionais que constituam oportunidades de integração na vida activa.

Criado em 2017, o programa Universitas promove a acção de integração dos ​novos ​estudantes do Ensino Superior, pela via da ciência e da cultura, pretendendo dinamizar a procura activa de conhecimento e de competências capazes de garantir o sucesso no mercado de trabalho. Juntam-se ao nosso programa as visitas educativas que são realizadas pelos espaços da Universidade da Madeira, a centenas de estudantes dos Ensinos Básico e Secundários, e a promoção dos programas europeus que se configuram como oportunidades ímpares na construção de um futuro promissor para os jovens madeirenses.

Vencedor, em 2018, do Prémio Boas Práticas Associativismo Jovem, na categoria Estudantil, atribuído pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude, o programa continua a apostar na oferta de acções e iniciativas de acolhimento, de acompanhamento e de preparação para a inserção na vida activa dos futuros, dos actuais e dos antigos estudantes universitários.