Wladyslaw III of Poland
3 de Abril de 2019.
The second Queen of the Netherlands
5 de Abril de 2019.
Mostrar Tudo

Jovens, Escola, Cultura e Cidadania

Formação para docentes validada pela DRE. As inscrições encontram-se encerradas.

Formação, que é gratuita, é válida como actividade formativa para efeitos de progressão na carreira dos docentes dos grupos de recrutamento:

100, 100EE, 110, 110EE, 120, 140, 150, 160, 200, 210, 220, 230, 240, 250, 260, 290.02, 290.03, 300, 310, 320, 330, 340, 350, 400, 410, 420, 430, 500, 510, 520, 530, 540, 550, 560, 600, 610, 620, 700EE, D01, D02, M01, M02, M03, M04, M05, M06, M07, M08, M09, M10, M11, M12, M13, M14, M15, M16, M17, M18, M19, M20, M21, M22, M23, M24, M25, M26, M27, M28, M29, M30, M31, M32, M33, M34, M35, M36, M37, M38, M39, M40, M41, M42, M43, M44, M45, 910EE, 920EE, 930EE, 900, 910, 990 e 991.

Actualmente, o conceito de juventude é bem elástico: dos 8 aos 40 anos, todos os adolescentes, crianças ou os adultos são considerados jovens, seres inconsequentes, seres em construção sobre os quais a Escola tem um forte papel de socialização.

Os novos formatos familiares e sociais devem ser acolhidos pela escola e pelos seus educadores. Compreender as formas e os estilos da condição estudantil actual permite estabelecer uma ponte necessária para o diálogo entre os diversos actores: estudantes, famílias e educadores. Torna-se imperativo, portanto, que a escola se torne mais permeável ao contexto social e suas influências e que entenda o conceito de juventude no seu plural.

Compreender as identidades e condições da juventude na contemporaneidade e quais as tensões e desafios na relação dos alunos com a escola são, hoje, fundamentais. Para tal, urge uma capacidade de reflexão sobre a condição docente, exercício que propicie aos próprios docentes reconhecerem-se e posicionarem-se como sujeitos activos da formação e da educação dos jovens.

Ciente das implicações destas alterações ao actual paradigma da juventude, a Académica da Madeira irá organizar uma formação, com a duração de 25 horas, validada pela DRE, denominada ‘Jovens, Escola, Cultura e Cidadania‘, que tem como objectivos:

  • Refletir sobre a condição de docente enquanto sujeito da relação pedagógica;
  • Compreender através de exercícios a identidade e condição estudantil na contemporaneidade;
  • Refletir em torno dos desafios do pensar o futuro e de agir no presente;
  • Adquirir conhecimentos sobre a orgânica e o funcionamento das estruturas locais de poder legislativo e autárquico, mais concretamente acerca da atuação dos decisores políticos nas áreas da educação e juventude.

A formação é limitada a 20 vagas, com uma duração total de 25 horas e será dividida da seguinte forma:

  • Uma componente mais teórica, em contexto de sala de aula, com um total de 12 horas, ministrada por Joana Sousa, Psicóloga Clínica;
  • Uma componente dinâmica, à base de grupos de trabalho e palestras, com um total de 8 horas, através da participação no Fórum “Pensar no Futuro, Agir no Presente“;
  • Uma componente prática baseada em visita educativa à Assembleia Legislativa Regional e à Câmara Municipal do Funchal, num total de 5 horas.

Calendarização da formação:

  • 9 de Abril – 9:30 às 13:00 – Colégio dos Jesuítas
  • 9 de Abril – 14:00 às 17:30 – Colégio dos Jesuítas
  • 10 de Abril – 10:00 às 13:00 – Colégio dos Jesuítas
  • 10 de Abril – 14:00 às 18:30 – Colégio dos Jesuítas
  • 11 de Abril – 9:30 às 13:30 – Visita educativa à Assembleia Legislativa da Madeira
  • 11 de Abril – 14:00 às 17:30 – Colégio dos Jesuítas
  • 12 de Abril – 10:30 às 13:30 – Visita educativa à Câmara Municipal do Funchal (ponto de encontro no Colégio dos Jesuítas)

As inscrições encontram-se encerradas.

Sobre o Universitas

A formação ‘Jovens, Escola, Cultura e Cidadania‘ está inserida no programa Universitas, o programa da Académica da Madeira que congrega a oferta de acções de acolhimento, de acompanhamento e de inserção na vida activa dos futuros, actuais e antigos estudantes universitários. Assente na transmissão de valores, na construção de oportunidades e na valorização da cidadania, desenvolvemos várias iniciativas que espelham a raiz latina do conceito de universalidade, de totalidade, de companhia e de associação do vocábulo universitas. Pretendemos informar os candidatos ao Ensino Superior, através de visitas educativas pelos espaços da Universidade da Madeira; acolher os novos estudantes, com a promoção de actividades de acesso à informação e ao funcionamento da Academia; acompanhar os estudantes e antigos estudantes promovendo projectos e programas nacionais e internacionais que constituam oportunidades de integração na vida activa.

Criado em 2017, o programa Universitas promove a acção de integração dos ​novos ​estudantes do Ensino Superior, pela via da ciência e da cultura, pretendendo dinamizar a procura activa de conhecimento e de competências capazes de garantir o sucesso no mercado de trabalho. Juntam-se ao nosso programa as visitas educativas que são realizadas pelos espaços da Universidade da Madeira, a centenas de estudantes dos Ensinos Básico e Secundários, e a promoção dos programas europeus que se configuram como oportunidades ímpares na construção de um futuro promissor para os jovens madeirenses.