Um mês, um tema: Rua da Carreira
9 de Fevereiro de 2018.
Investe em ti!
19 de Fevereiro de 2018.
No dia 20 de Fevereiro, às 18:00, o Colégio dos Jesuítas do Funchal recebe a apresentação da obra Um Olhar sobre as Obras e Providências de Reinaldo Oudinot.
Sinopse da obra

Durante os três anos de trabalho na Madeira, de 1804 a 1806, o brigadeiro Reinaldo Oudinot, um engenheiro francês ao serviço da coroa portuguesa, desenvolveu uma enérgica atividade de planeamento e de coordenação das inadiáveis obras de reparação e de proteção das ribeiras da ilha da Madeira, após a calamitosa aluvião de 1803. Formou uma equipa e um gabinete de trabalho, com vários madeirenses, que se constituiu como uma autêntica escola de desenho topográfico e hidrográfico, de projeto e de direção de obras públicas.

Num olhar sobre o seu trabalho, escrito e edificado, desafiamos quatro personalidades para um exercício de reflexão sobre o passado, sem descuidar a análise das políticas adotadas que se pretendem assumir como preventivas aos danos das aluviões.

Esta obra recebeu os artigos do historiador Rui Carita, do geógrafo Raimundo Quintal, do geólogo João Baptista Pereira Silva e do engenheiro civil Danilo Matos. É prefaciada por um registo biográfico do nosso protagonista e contém uma transcrição completa do seu Plano das obras e Providências necessárias para o reparo das ruínas causadas na Ilha da Madeira pela Aluvião do dia 9 de outubro de 1803. Em benefício de pesquisas e trabalhos posteriores, contém um anexo que transcreve dezenas de documentos coevos da sua passagem pela Madeira, onde terminou uma vida recheada de projectos e construções em que se notabilizou.

Sobre os autores

Danilo Matos

Engenheiro civil formado no Instituto Superior Técnico, em 1971. Foi técnico de planeamento e urbanismo na Câmara Municipal do Funchal, entre 1981 e 1998, onde desempenhou o cargo de diretor do Departamento de Planeamento Estratégico.

João Baptista Pereira Silva

Doutorado em Geociências pela Universidade de Aveiro (UA), é investigador integrado da GeoBioTec, do Departamento de Geociências da UA, e colaborador investigador do Centro de Tecnologia Farmacêutica e do Medicamento da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto. É autor de vários trabalhos técnicos, científicos e culturais que foram reconhecidos e premiados em diversas ocasiões.

Raimundo Quintal

Doutorado em Geografia Física pela Universidade de Lisboa. É investigador no Centro de Estudos Geográficos, do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território, da Universidade de Lisboa. Coordenador do projeto de recuperação da biodiversidade que a Associação dos Amigos do Parque Ecológico do Funchal vem realizando, no maciço montanhoso do pico do Areeiro, desde 2001.

Rui Carita

Historiador e professor catedrático de Arte e Design da Universidade da Madeira. Tem orientado teses em universidades portuguesas, italianas, espanholas e marroquinas. É autor de cerca de 50 livros e de 200 catálogos, além de roteiros de comunicações, editados em várias línguas. Em 2012, foi convidado a integrar um projeto no sultanato de Sarjah, nos Emirados Árabes Unidos.

Sobre a Imprensa Académica

A actividade da Imprensa Académica, chancela editorial da Académica da Madeira, pretende fomentar a investigação científica nos estudantes e nos antigos estudantes da UMa, divulgar os trabalhos produzidos pelos membros da nossa Universidade e aproximar o leitor do conhecimento científico que não pode ficar restrito a um círculo próximo do ensino universitário. Aliado a este propósito objectivou-se dedicar estas publicações à angariação de receitas para o apoio social aos estudantes da UMa. Acreditamos que a produção e a venda de livros é um trabalho moroso, mas sabemos que é o caminho certo para o sucesso académico da nossa Comunidade Académica.

A equipa editorial da Imprensa Académica é composta por estudantes e por antigos estudantes da Universidade da Madeira (UMa). Profissionais, titulares do grau de licenciado ou do grau de mestre, dão formação e trabalham em conjunto com vários estudantes, investigadores e docentes.